Raimundo Manito: Carnavalesco e Comunista; por Alfredo Oliveira

A história do carnaval paraense, por vezes, confunde-se com a história pessoal de algumas figuras. Algumas delas foram de grande relevância para a consolidação da festa, e que hoje, muitos anos depois, ainda continuam a representar a mesma e enorme importância para o carnaval do estado.

Raimundo Manito

Uma delas, personagem principal para “era do samba” no Pará, foi o senhor Raimundo Manito (1908 – 1976), fundador da escola de samba Rancho Não Posso Me Amofinar (1934 – uma das escolas de samba mais antigas do Brasil) e que também era partidário do Partido Comunista.

No vídeo acima, em um bate papo com o professor Flávio Nassar (coordenador do UFPA 2.0), o escritor Alfredo Oliveira, autor de “Carnaval de Belém (2006, Secult)”, conta um pouco da história desse importante personagem.

– > O arquivo é parte integrante do acervo do UFPA 2.0 < –

Anúncios

Sobre ufpadoispontozero

Repositório digital da produção intelectual (acadêmica e artística) da Universidade Federal do Pará.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Raimundo Manito: Carnavalesco e Comunista; por Alfredo Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s